Esporte

» Trabalho


Disparidade salarial entre homens e mulheres aumenta na América Latina

Por Raíssa Velten

Publicado em 26/05/2015 13:15

Disparidade salarial entre homens e mulheres ainda é alta

Dois pesos e duas medidas. Créditos: Reprodução

Crescimento econômico e redução da desigualdade não são o bastante para erradicar as disparidades salariais entre homens brancos e mulheres, negros/as e indígenas, segundo o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).   

Tais informações provém de estudos que analisaram a situação em diferentes países latinos. O relatório, gerado por diversas análises, é chamado “Novo século: velhas desigualdades: diferenças salariais de gênero e etnia na América Latina”, produzido por economistas como BID Hugo Ñopo, Juan Pablo Atal e Natalia Winder.   

Além disso, dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) afirmam que nos últimos 12 anos a diferença salarial de contratação entre homens e mulheres subiu de um rombo de 6,58%, para 14,38%. 

Comentários »



f">